Para que serve arnica

A arnica é uma planta medicinal de origem europeia, mas muito usada no Brasil para ajudar na recuperação de feridas e escoriações. O seu nome científico é Lychnophora Pinaster Mart e pertence à família da Asteraceae, mas também pode ser conhecida pelos nomes de: quina-dos-pobres, betônica, betônica-das-montanhas, craveiro-dos-alpes, arnica-europeia e panaceia-das-quedas.

 Mas… para que serve a arnica:

A arnica serve para limpar ferimentos e escoriações da pele visto que possui ação desinfetante, cicatrizante, anti-inflamatória e antimicrobiana. O uso da arnica pode ser feito tanto de uso externo para evitar inflamações graves, hematomas, contusões e até roturas de ligamentos; como também pode ser utilizada para uso interno no combate a vermes no organismo, inchaço e problemas de gases.

Para o uso externo é recomendado utilizar compressas mornas feitas com chá de arnica (1 colher de chá da erva para cada xícara de água) e aplicar sobre a região que necessita tratamento. Outras formas de aplicar a arnica sobre a pele é através de cremes, pomadas, gel, óleos ou extratos (produzido a partir da imersão de folhas de arnica em uma garrafa com álcool, para alcançar o ponto ideal do extrato é necessário esperar algumas semanas até utilizar o líquido em forma de compressas).

Para o uso interno a arnica é encontrada em fórmulas de remédios homeopáticos e pode ser encontrada em comprimidos ou gotas, ambos são vendidos em farmácias ou lojas de produtos naturais.

arnica

A arnica serve para limpar ferimentos.

Benefícios do uso da arnica

Entre os principais benefícios da arnica está a sua ação em expandir os vasos sanguíneos o que contribui diretamente a cicatrização e recuperação de ferimentos e escoriações. Isso ocorre porque com a dilatação dos vasos sanguíneos o sangue volta a circular normalmente na área lesionada o que impede o acúmulo de tecido e coágulos de sangue sobre a zona.

Contraindicações do uso da arnica

Entre os efeitos colaterais provocados pelo uso da arnica é possível observar taquicardia, arritmia cardíaca, tontura e até tremores. No entanto, esses sintomas apenas são sentidos caso a erva seja consumida em altas doses.

Em relação ao uso externo da arnica, não devem ser feitas compressas com a substância sobre locais afetados por alergias ou hipersensíveis, também não se recomenda a aplicação caso a pele apresente rachaduras ou erupções cutâneas.

O consumo da arnica é contraindicado para mulheres grávidas porque pode provocar abortos naturais, já durante período de lactação o uso dessa erva medicinal pode ser realizado mas é recomendado orientação médica prévia.

Escribe un comentario en Para que serve arnica